Estágios do Corporate
Innovation Assessment.

Referências: MIT Sloan, Innovation Blocks Survey Singularity University, Exponential Assessment Prophet e 6 Stages of Digital Transformation.

Veja os estágios

#1 as usual.

. leadership

Liderança é resistente à mudança e possui um viés hierárquico familiar.

O foco é direcionado para as capabilities internas (BSC) e não no usuário.

. people & operations

Responsabilidades e processos digitais não são formalizados ou não recebem apoio e incentivo.

Existe medo e aversão da digitalização pois a cultura da empresa é avessa ao risco.

. structure

Departamentos não são colaborativos, contribuindo para uma visão fragmentada e desarticulada da jornada do cliente.

. data & analytics

As atividades são direcionadas pelo feeling da liderança sem embasamento claro.

. technology

A tecnologia é vista como mais um nicho de indústria, não fazendo parte das pautas da liderança.

. innovation ambidexterity

Não existem iniciativas robustas visando o futuro.

O foco está na agregação de valor aos acionistas no curto prazo.

. Dados gerais:
  • Aversão ao risco
  • Cultura inibe ideação, experimentação e intraempreendedorismo
  • Compliance desestimula pensamento inovador
  • Crescimento e mudança é parte do roadmap
  • Liderança toma decisão em estratégia de longo prazo
  • Digital não é uma direção formal.

#2 aware and experimenting.

. leadership

Tecnologias disruptivas começam a ser vistas como novas oportunidades para testar e aprender, principalmente por early-adopters que lideram as primeiras iniciativas.

. people & operations

A interação com clientes para compreensão de jornada e experimentos gera a necessidade de colaboração entre departamentos.

Experimentação mais conservadora, cultura não tolerante ao erro.

. structure

A cultura de experimentação incentiva os primeiros pilotos, mesmo a empresa ainda atuando majoritariamente em silos.

. data & analytics

Foco na mensuração do contato dos colaboradores com o tema inovação.

. technology

Introdução do contexto tecnológico exponencial.

Incentivo à utilização de tecnologias simples (RPAs, APIs).

. innovation ambidexterity

Foco em atividades de 1º Horizonte para primeiros experimentos com frameworks de inovação.

. Dados gerais:
  • Tendências inspiram early adopters a experimentar
  • Há envolvimento porque agentes de mudança reconhecem novas oportunidades
  • Tudo é feito de forma isolada sem o benefício do compartilhamento

#3 first narratives.

. leadership

Existe atenção da liderança para iniciativas de inovação.

Remoção de barreiras e compartilhamento de narrativas de sucesso trazidas pela inovação (inside/outside).

. people & operations

Times selecionados no processo de inovação com capacidade e recursos enxutos de execução (corporate customer development).

. structure

Reconhecimento de padrões de sucesso para a validação e iteração de estruturas de inovação.

. data & analytics

Dados focados na geração de track records.

. technology

Desenvolvimento de tecnologias com nível conservador de complexidade. (IoT as a service, APIs, RPAs).

Experimentação de POCs com startups, visando melhorias de primeiro horizonte.

. innovation ambidexterity

Foco no 1º Horizonte de Inovação para resultados claros de bottomline.

Experimentação do 2º Horizonte com o intuito de aprendizado.

. Dados gerais:
  • O senso de urgência para modernizar a experiência do cliente acelera
  • Early adopter e agentes de mudança estão juntos e colaboram
  • Investimento estratégico em pessoas, processos e tecnologias

#4 structured and capable.

. leadership

Toda organização reconhece a necessidade de mudança e os esforços são mais ambiciosos e formalmente organizados.

. people & operations

Há um momento notável (e oficial) nesse estágio e a mudança é algo que toda a organização começa a reconhecer e a apreciar.

Experimentos formalizados e mais ousados, cultura tolerante ao erro.

. structure

A organização consegue responder mais rapidamente e estabelece uma estratégia de inovação focada no usuário. Cada departamento entende seu papel para trabalhar em direção a uma visão única de transformação digital.

. data & analytics

Foco na otimização de estruturas de inovação embasada por resultados.

Dados guiam as decisões da organização.

. technology

A organização possui capabilities internas para melhorias incrementais e agilidade com integrações com sistemas externos e contratação de terceiros.

Tecnologia tem um roadmap claro para o direcionamento da empresa no contexto futuro.

. innovation ambidexterity

Melhorias de 1º Horizonte saem da estratégia e são levadas como atividades de rotina.

Lançamento dos primeiros produtos/serviços vindos de iniciativas de 2º Horizonte.

Criam-se estruturas para incubação do 3º Horizonte.

. Dados gerais:
  • Agentes de mudança têm sucesso criando senso de urgência
  • Patrocínio de executivo de alto escalão
  • O tema tem atenção do C-level
  • Esforços em transformação digital é uma prioridade da companhia
  • Roadmap com objetivos de curto e longo prazos (horizontes)
  • Investimento dedicado em infraestrutura e operações
  • Novo conjunto de habilidades

#5 strategic and spread.

. leadership

A organização é suportada por um modelo de gestão horizontal ao invés de uma hierarquia tradicional.

A liderança orquestra a estratégia guiada pelo contexto futuro.

. people & operations

Novos modelos, papéis e investimentos mudam em direção à inovação para acelerar a transformação digital e as oportunidades para o crescimento.

. structure

A cultura de inovação se torna prioridade e a empresa se torna inovadora, adaptável e tráz o erro e seu aprendizado como parte do processo evolutivo.

. data & analytics

Dados não apenas guiam as decisões, agora são fontes importantes para a geração de insights., usufruindo de análise preditiva e correlação em diferentes esferas.

. technology

Existe um investimento e estudo contínuos em tecnologia de ponta, para não apenas reagir ao novo contexto tecnológico, e sim protagonizá-lo.

. innovation ambidexterity

Temos uma proporção clara de esforço em todos os horizontes de inovação. e.g. 80% 15% 5%, respectivamente, para 1º, 2º e 3º Horizontes.

. Dados gerais:
  • Novos modelos e teams
  • Digital é parte de como o negócio opera e compete
  • Inovação faz parte do DNA da companhia
  • São estabelecidos times formais para rastrear clientes e tendências tecnológicas
  • Patrocínio e investimento em startups
  • Programas relacionados aos principais processos de avanço da empresa
logo da weme